quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Dois meses

Sabe, dois meses na vida de alguém com seus setenta e oito anos não é nada. Mas dois meses na vida de alguém que esta aguardando um bebê é muito. Nós vivemos estes dois meses como outros tantos normais, mas aquela sensação, alegria, euforia nunca se dissiparam. A maior expectativa é o quarto mês que onde em média já conseguimos saber o sexo do bebê.


Indiferente do sexo, a espera que nos empolga, que faz os sonhos serem cada vez mais doces e fofinhos. Sinto que essa criança é mais que apenas um bebê, é o nascimento de um futuro de alegrias nas vidas de muitas pessoas, na minha principalmente. Que tanto sonhei com este momento, na da Mamãe Kelly que também desejava muito, nas vovós bobas e padrinhos e tios. Esse bebê abre um futuro maravilhoso, colorido e cheio de fraldas.

Babinhas dos bebês pra todos!